Pensamento rápido: a nossa dor sempre tem a nossa maior atenção. Ela dói mais do que a dor do outro, afinal dói em nós. Sair de nós mesmos para nos colocarmos no lugar do outro requer coragem, porque talvez descubramos no processo que o nosso drama não é tão grande assim diante do sofrer do próximo. Isso nos tira do conforto de nossa autopiedade e nos coloca em movimento de amor que inevitavelmente se traduz em ação de servir.

Que sejamos dóceis aos convites da alta espiritualidade e possamos abrir as janelas do nosso coração para a luz do amor em movimento, e que o bolor da autopiedade desapareça de dentro de nós.

Abraço grande,

Sempre avanti! Che questo è lá cosa piú importante!

Juliano Pozati

Juliano Pozati

Author Juliano Pozati

Escritor, espiritualista, empreendedor. Pai do Lorenzo e membro fundador do Círculo.

More posts by Juliano Pozati

Leave a Reply