Experiências de sucesso ou fracasso nos levam constantemente a reavaliar onde estamos e o que queremos. Repensamos os caminhos escolhidos, contamos os passos dados até aqui, consideramos nosso estado e localização atual e, então, olhamos em frente.

Em meio a jornada da vida, é normal procurarmos um lugar de refúgio para estas pausas tão necessárias ao viajante que ainda tem uma boa trilha pela frente. Estou em meio a uma dessas pausas reflexivas e percebi, aqui dentro de mim, que uma sensação de conforto e acolhimento me envolveram.

Existe um lugar no plano mental onde busco refúgio, pertencimento, plenitude. Não é um lugar físico… pelo menos não ainda. É um lugar mental onde encontro pessoas que eu amo e reconheço como frutos vivos do mesmo galho de propósitos em que estou. É um espaço de liberdade, partilha e aprendizado. Um lugar para dar as mãos, encontrar paz, abraçar juntos as próprias sombras e conviver, deixando que a luz se faça presente na roda-viva que formamos.

A dinâmica desse lugar mental é curiosa. Não são paredes que definem o seu perímetro, ou cercas que restringem o seu limite, porque este lugar é um estado mental. Ainda não há um prédio ou um pedaço de terra, mas há um estado de espírito livre, em movimento, que conecta pessoas e sentimentos no curso sincero de uma causa maior do que todos nós (juntos). É um lugar em que relembramos o que já sabemos e buscamos novas formas de praticar o conhecimento que transformará o mundo.

Eu e a mulher que amo temos a felicidade de trabalhar integralmente por esse lugar. Vemos nosso filho participar ao nosso lado dessa comunidade, numa ciranda gostosa com os filhos de uma geração que entendeu o seu papel de pavimentar um caminho novo. Neste lugar a gente ri, brinca, se acolhe. Aprende a enxergar e abraçar as próprias sombras como potencial latente de nossa melhor expressão singular.

Este é o meu lugar favorito! É onde pertenço, onde me sinto livre para ser quem eu sou. Este lugar é o Círculo!

Nós somos mais do que uma plataforma de conteúdo por assinatura. Somos um movimento espiritual livre e comprometido com a emancipação filosófica da mente humana. Nós viemos para causar transformação real. Somos a expressão física de um movimento metafísico. Afunilamos em nossa realidade, segundo nossa limitada capacidade, o trabalho de milhares de pessoas que habitam as realidades sutis com as quais comungamos mentalmente.

A cada dia que passa, tenho mais certeza das grandes realizações que nos aguardam a disposição e a marcha. Sei quem sou, assimilo dia a dia de onde vim e sinto com o coração para onde vou. Sei que não estou só. Sei que pertenço a este lugar, digno de cada minuto do meu tempo de vida orgânica. Já não sou sozinho, já não sou apenas Juliano. Eu sou Círculo! Nós somos Círculo! Somos conhecimento, movimento e transformação!

Abraço grande! Sempre avanti!
Che questo è lá cosa piú importante!

Juliano Pozati

 

Mais informações

Saiba como participar dos estudos online do Círculo em
http://circulo.site/

Livros que contam mais sobre essa história

Juliano Pozati

Author Juliano Pozati

JULIANO POZATI É ESCRITOR, DOCUMENTARISTA E ENTUSIASTA DE NOVAS IDEIAS QUE INSPIREM A QUEBRA DE PARADIGMAS OBSOLETOS NAS ÁREAS DA ESPIRITUALIDADE, CIÊNCIA, FILOSOFIA E UFOLOGIA.

More posts by Juliano Pozati

Join the discussion 2 Comments

  • JAIME GUIMARAES DE OLIVEIRA MARTINS disse:

    Boa noite, Juliano.
    Tenho acompanhado muitos materiais que você tem postado no YouTube e estou muito na mesma vibe de vocês.
    Tenho 40 anos, sou professor de Ciências e Biologia, espírita há 22 anos. Já insiro temas de espiritualidade, Deus, vidas extraplanetárias em minhas aulas.
    Dou vários exemplos abordados em seus filmes, como aquele experimento de um pesquisador japonês que registrou formatos dos cristais de gelo após emissões de energias positivas e negativas.
    Tenho gostado muito de tudo o que você produz. Você e sua equipe estão de parabéns!
    Sou fã do trabalho de vocês!
    Outro dia fui ver Quando lembro de Chico no YouTube e gostei bastante. Muita história de arrepiar né.
    Tive um probleminha com o YouTube, que cobrou em dois meses seguidos esse filme na fatura do meu cartão.
    Sabe como resolver isso?
    Agradeço pela vossa dedicação nesse trabalho!
    Que Deus, nossos irmãos espirituais superiores e irmãos cósmicos te protejam e iluminem!
    Um grande abraço,
    Jaime Martins

Leave a Reply to Juliano Pozati Cancel Reply